terça-feira, 13 de dezembro de 2011

TUIA HOLANDESA

Aproveitando essa época natalina vou falar nesse artigo da minha Tuia Holandesa, que é um tipo de pinheiro muito usado como arvore de Natal.

A minha Tuia já tem uns 2 anos de idade, mais ou menos.

Comprei ela no supermercado, assim como comprei a maioria das minha plantas.


Me chamou a atenção a sua cor verde-claro e o aroma de limão que ela exala quando se mexe nas suas folhas.

Devido a não saber nada sobre ela eu quase a matei duas vezes.

A primeira vez foi devido ao fato de eu ter colocado ela num lugar que, apesar de ser muito claro, não pegava luz direta nunca e o resultado foi que ela começou a amarelar e definhar.

A segunda vez foi, ironicamente, uma consequência da solução do primeiro problema:

Eu, numa tentativa de salvá-la, coloquei ela num vaso maior e coloquei esse vaso no canteiro que fica aqui na frente da casa e que pega sol até umas 2 horas da tarde. Ela, num primeiro momento, ainda piorou mais, mas... depois de um tempo ela começou a reagir.

E reagiu tão bem que, sem que eu pudesse ver, a sua raiz saiu pelos buracos do fundo do vaso e penetrou na terra do canteiro aonde ela estava.

O problema foi que, quando finalmente eu fui retirar ela do vaso para plantar ela no seu local definitivo, no momento que eu levantei o vaso, eu acabei cortando/quebrando a ponta da raiz que já estava na terra.

Mesmo assim, plantei ela no seu local definitivo e, mais uma vez ela entrou num processo de "amarelamento" da folhas.

Quando eu já estava quase convencido que ela não resistiria a minha segunda "imperícia" notei que o "amarelamento" das folhas acontecia apenas no caule central e que nos galhos laterais as folhas continuavam bem verdes e se desenvolvendo normalmente.

Resultado: O caule central secou até quase a metade e os galhos laterais seguiram o seu desenvolvimento.

Hoje, ela já está com dois anos de idade, está linda, forte e crescendo muito bem.

Abaixo coloquei umas fotos dela tiradas em 17/12/2011:





No dia 13/12/11 para minha feliz surpresa, a minha esposa me deu de presente uma nova Tuia Holandesa do mesmo tamanho que a minha Tuia, que hoje tem 2 anos, tinha quando eu comprei ela.

Acho que ela percebeu o quanto eu simpatizo com essa maravilhosa planta.

Abaixo uma foto que bati dela para vocês saberem como veio a minha outra Tuia da foto anterior/acima:


Espero que para essa nova Tuia a "fase de adaptação" não seja tão "traumática" quanto foi a da outra.

Pelo menos eu não cometerei os mesmos erros.

Abaixo colocarei umas informações mais "ciêntíficas" e especializadas sobre a Tuia que peguei no site Plantas Sonya:

A famosa “ tuia holandesa” , uma espécie de conífera assim como os pinheiros tradicionalmente usados no Natal. A tuia holandesa tem algumas vantagens sobre os modelos tradicionais; por ser uma planta cultivada em vaso desde ínicio pode ser transplantada em local definitivo, como jardins e quintais, e conserva a aparência e a fragrância durante toda a temporada natalina.

Dependendo do porte (é comercializada a partir de 40cm de altura, até quatro metros) pode ser usada como decoração interna e externa, por toda vida

A espécie comercializada é da família cupressus macrocarpa, que possui suave odor de limão ao ser tocada. Enfeitada com pisca-pisca e bolas, anjos, duendes, entre infinidade de variações de enfeites, cria aquele indispensável ambiente festivo.

A espécie de Tuia produzida pelo Terra Viva é originária da Inglaterra, e foi adaptada ao clima brasileiro. A planta atinge cerca de 40 cm em um ano e meio. Em três anos chega a 1,5 metros , crescendo aproximadamente um metro por ano a partir de então.

Cuidados que devemos ter com a planta:

A planta deve ter um período de sol (mais ou menos 2 horas por dia, de preferência pela manhã ou a tarde), ou um local de meia sombra, mas que receba pelo menos as duas horas de sol direto, podendo ainda permanecer com luz direta o dia todo, se plantada em jardim. A irrigação deve ser feita todos os dias, sendo que a planta não deve ficar encharcada, mas a Tuia não deve por exemplo ficar sem água, a terra deve permanecer sempre úmida.

O transplante de um vaso menor para um vaso menor deve ser feitoa, quando quiser que sua Tuia cresça, quando isso acontecer pode-ser usado terra vegetal ou húmus de minhoca.

Existem diversas possibilidades para uma Tuia secar, entre elas pode ser a presença de um fungo nos galhos da planta, que ocasionam o ressecamento da planta e um aspecto amarelado a branco; isso geralmente ocorre devido a rega realizada de cima para baixo. Neste caso procure regá-la apenas na raíz, não deixando-a exposta à fungos e outros tipos de microorganismos que atacam caule e folha.

Se você estiver realizando uma rega diária – muita água – diminua a quantidade de água e deixe a Tuia por apenas 2 horas ao sol, controlando o calor.

Caso não perceba a presença de um fungo em suas folhas, adote a utilização de um fungicida foliar – calda bordalesa – que se encontra comumente em qualquer floricultura…Mas preste atenção às instruções de utilização do produto.

Existe ainda a opção de um adubo foliar, que irá revigorar sua planta através de uma absorção foliar, ou até mesmo junto com a água de irrigação por meio de aspersores ou micro-aspersores – presentes no sistema fisiológico da planta.

Abaixo eu coloquei um vídeo que eu encontrei no You Tube que explica como deve ser feita a troca de vaso conforme a Tuia vai crescendo:

8 comentários:

  1. Minha tuia secou, se eu cortar o tronco dela bem em baixo ela vai brotar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não! A tuia começa a "secar" (morrer) de dentro para fora. Então quando ela está seca por fora é que por dentro ela já secou há muito tempo.
      Lamento. :(

      Excluir
  2. Minha tuia tem 17 anos, mais ou menos 14 m metros e está secando de dentro para fora. Ela era bem densa, verdinha. Linda! Mas tem uns dois anos começou a secar pelo lado de dentro, só tem folhas pelo lado de fora, quem a ve de longe acha que ela ainda está linda, mas de perto...Os galhos estão pendendo, já amarrei alguns para segurá-los mas outros estão cainda, assim por diante. Ainda tem como salvá-la? Colocar alguma vitamina propria, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Fátima as tuias são "complicadas", o problema é que elas tem a triste mania de morrer de dentro para fora e quando os sintomas aparecem nem sempre temos tempo de fazer alguma coisa.

      A minha (esta das fotos) também esta aparecendo vários galhos secos. :(

      Eu acho que o melhor a fazer agora é manter ela bem regada e observar.

      Abçs

      Luiz

      Excluir
  3. Acabei de comprar a minha tuia-holandesa para o natal, a comprei na leroy merlin ao valo de 35,00, o vaso que ela veio é de aproximadamente de 20. minha casa é um local fresco, com bastante sol, e luz e fartura d'agua, tanto no solo quanto para consumo próprio, queria saber o tempo que ela dura num vaso!

    ps: a comprei no dia 1 do mes do natal, e quero ela no vaso até o dia 1 de janeiro, ela aguenta, ficarei muiito agradecido se me responderem, já que a matéria do blog é de 2011

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não tem problema ela ficar no vaso por apenas um mês, desde que se mantenha as regas regularmente (sem excessos) e que não se coloque ela direto no sol o dia inteiro, pois a luz para ela (quando nova) tem que ser indireta.

      Excluir
  4. Vi acima que se está amarela já morreu faz tempo... E isso mesmo ou ainda tem como salvá-la? A minha está toda seca, sempre reguei somente a raiz. Ela fica na área de serviço que pega luz o dia todo, mas não diretamente. Se puderem comentar meu post, vão ajudar uma montão. Obrigada desde já.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...